Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

da Cozinha da Sofia

Um blog de doces, memórias e colheradas de sabor. Para adoçar a boca e a vida!

da Cozinha da Sofia

Um blog de doces, memórias e colheradas de sabor. Para adoçar a boca e a vida!

19
Fev24

Duo de Pera e Framboesa

da Cozinha da Sofia

Nota-se muito que simplesmente adoro tudo quanto leva frutos vermelhos? 😉 Pois é! Estou sempre à procura de novas formas de combinar os seus sabores intensos e as cores vibrantes.

Desta vez, uma sugestão que é tão versátil quanto rápida de preparar. A ideia é semelhante ao crumble. Uma camada de fruta por baixo e por cima uma massa. Mas esta não é crocante e nem leva gordura. É bolo fofinho e simples que, a cada colherada, mistura sabores e texturas.

Este duo de Pera e Framboesa é perfeito para um pequeno-almoço, um lanche, uma sobremesa... pode ser servido frio, simples ou morno com uma bola de gelado. 😋

O que precisamos?

- 4 peras médias/ grandes

- 100g de açúcar + 1c.sopa (usei amarelo)

- 250g de framboesas (usei congeladas)

- 125g de farinha com fermento (podem usar sem fermento e juntar à parte 1 c. chá)

- 2 ovos

Como fazer?

1. Lavar, descascar, tirar as sementes e cortar as peras em cubinhos. Colocar em ramequins individuais ou num tabuleiro.

2. Salpicar com água (muito pouquinha, só para não colar) e polvilhar com 1 a 2 c.sopa de açúcar.

3. Levar ao forno por 15min.

4. Bater os ovos em espuma, juntar o açúcar, bater novamente e juntar a farinha com o fermento. Envolver delicadamente. Irá formar-se uma massa com um aspecto bastante sedoso.

5. Retirar as peras do forno e, por cima, distribuir as framboesas.

6. Por cima das framboesas espalhar a massa uniformemente, não a colando totalmente às laterais para que a fruta ferva por baixo. Deixar por 25 a 30min ou até a massa estar totalmente cozinhada.

7. Retirar do forno e deixar arrefecer naturalmente.

8. Pode ser servido frio ou morno. Acompanhado por uma bola de gelado fica incrível.

20240218_220806.jpg

20240218_221353.jpg

20240218_222144.jpg

14
Fev24

Panna Cotta de maracujá com coulis de frutos vermelhos

da Cozinha da Sofia

A combinação de sabores do maracujá com os frutos vermelhos é só sublime. Nesta sobremesa delicada e perfeita para um dia especial, juntamos estas duas maravilhas numa panna cotta de sabor único e incrível a cada colherada. Para saborear com vagar!

O que é preciso?

- 2 pacotes de natas (à temperatura ambiente)

- 3 folhas de gelatina incolor

- 130g de açúcar amarelo

- 1/2 c.café essencia baunilha

- 3 maracujás + 2 para decorar

- 2 chávenas de frutos vermelhos congelados

- 2 a 3 c. sopa de açúcar amarelo (é a gosto!)

- 4 c. sopa de água

*rende 4 forminhas*

(a minha chávena tem 250ml de capacidade)

Como fazer?

1. Hidratar as folhas de gelatina numa tigela com água fria.

2. Retirar o sumo dos 3 maracujás, passando-o por um coador. Reservar.

3. Levar as natas com o açúcar ao lume, mexendo sempre. Quando começar a levantar fervura deixar cozer por 1 a 2 min. Baixar o lume e juntar as folhas de gelatina mexendo bem para que se dissolvam e incorporem totalmente. 

4. Deixar arrefecer ligeiramente e juntar o sumo dos maracujás, mexendo bem.

5. Colocar em forminhas passadas por água fria (este passo ajuda a desenformar).

6. Levar ao frigorífico até solidificar bem - mínimo 2 horas.

Para o coulis:

Colocar os frutos vermelhos congelados com o açúcar e a água numa caçarola e levar a lume brando. Deixar fervilhar para reduzir a água formando o molho e apurar o sabor. Convém ir mexendo para não colar. Deixar arrefecer completamente.

Desenformar as panna cottas. Decorar com o sumo e sementinhas dos restantes 2 maracujás. Regar com o coulis de frutos vermelhos. Servir!

Dicas:

- É importantíssimo deixar o molho arrefecer totalmente antes de o juntar às panna cottas, caso contrário irão dissolver-se com o calor!

- Desenformar panna cottas pode revelar-se um exercício de grande paciência... tendem a fazer bastante vácuo. Para além de enxaguar as forminhas em água fria, antes de desenformar, passar delicadamente a ponta de uma faca nos bordos, passar a forma uns minutos em vapor de água a ferver e depois colocar o prato de servir por cima e virar com força. Deixar deslizar suavemente. Se, como eu, não tiverem forminhas de silicone pequeninas... não desesperem! Vão conseguir 😉

- Podem não coar o sumo e manter as sementinhas. Não altera em nada o sabor. Mas, ao desenformar, as sementes vão estragar o efeito visual suave e delicado da panna cotta... as laterais ficam irregulares... não fica muito bonito. É melhor opção juntar as sementinhas na decoração, dão crocancia e fica mais apelativo visualmente 😉

20240211_235128.jpg

20240211_234746.jpg

20240211_234818.jpg

11
Fev24

Codornizes no forno com Porto e castanhas

da Cozinha da Sofia

Para este dia de S. Valentim sugiro um prato simples, mas delicioso. Pode e deve ser preparado com antecedência para que na hora seja só colocar no forno🙂

O que é preciso?

- 8 codornizes arranjadas

- 2 cebolas

- 4 dentes de alho

- 2 dl de vinho do porto (ruby ou tawney)

- 100g de bacon em cubinhos

- sumo de 1/2 limão

- azeite, 2 folhas de louro, sal e colorau qb

- 1/2 malagueta (opcional)

- salsa fresca

- 2 maçãs verdes em cubinhos

- 1 punhado de castanhas congeladas

- batatas qb

Como fazer?

1. Colocar as codornizes já arranjadas numa taça funda. Por cima colocar a cebola e o alho picados, o louro, malagueta, sal, colorau, azeite, o bacon, o vinho do Porto e o sumo de limão. Envolver e deixar marinar 30 a 45min.

2. Descascar as batatas e cortar em cubos pequeninos. Colocar num recipiente que vá ao forno. Juntar a maçã (com casca) também em cubos, as castanhas e misturar com as batatas.

3. No centro abrir um espaço entre as batatas, colocar as codornizes (atei as patinhas com fio de cozinha mas é opcional!) e regar as batatas com a marinada.

4. Levar ao forno por 30 a 45min ou até as batatas estarem assadas.

5. Retirar e servir com salsa picada.

Dica: de véspera podem adiantar processos: descascar e cortar as batatas, deixando depois mergulhadas em água no frigorífico até cozinhar. Lavar as maçãs. Cebolas e alhos descascados e em água no frigorifico também até cozinhar😉 Limpar as codornizes deixando-as prontas a temperar, acondicionadas em recipiente de vidro fechado.

20240210_223936.jpg

20240210_224015.jpg

20240210_224325.jpg

31
Dez23

Pudim de bolo-rei

da Cozinha da Sofia

Esta receita é da querida Filipa Gomes, profissional que muito admiro e cujas receitas e dicas nunca nos deixam ficar mal. Adaptei ligeiramente as quantidades dos líquidos ao tamanho do bolo que tinha e aqui está: uma espécie de pudim que também é bolo 😋 e é muitoooo guloso😊

Bom Ano Novo a todos! 🥳🍾🍸🥂

O que é preciso?

900gr de restos de bolo rei (pode estar duro)
50gr de manteiga
1 mão cheia de nozes
1 mão cheia de passas (usei cranberries)

5 colheres de sopa de açúcar amarelo (ou branco ou mascavado)
6 ovos M
200 ml de leite
200ml de natas
100ml de vinho do porto
Raspas de 1 limão
Açúcar e canela para polvilhar

Atenção: Se optarem por servir morno usem um pirex ou tabuleiro de servir. Se preferirem desenformar e servir à fatia, deixem sempre arrefecer completamente antes de desenformar e cortar. O mais seguro é levar ao frigorífico algumas horas antes. Caso contrário, como qualquer pudim, desmacha!

Como fazer?

1. Pre-aquecer o forno nos 180°. Untar com manteiga derretida um tabuleiro ou tarteira com capacidade de 1,3lt. Usei uma forma de aro forrada com papel vegetal. À cautela meti dentro de um tabuleiro.
2. Partir o bolo rei duro em fatias ou pedaços desajeitados, distribuir pela forma, pincelar com a restante manteiga, polvilhar com nozes picadas e as passas (ou outros frutos secos que gostem). Numa taça juntar os ovos com o açúcar e bater até estar homogêneo. Acrescentar o leite, as natas, o Porto e as raspas de limão e voltar a bater para misturar.
Regar o bolo com a mistura calcando um pouco para que o bolo absorva o líquido.
Polvilhar com canela e açúcar e levar ao forno por 45 min ou até ganhar firmeza.

20231231_104958.jpg

20231231_104653.jpg

20231231_070153.jpg

20231230_193629.jpg

29
Dez23

Marmelos no forno com Castanhas e Moscatel

da Cozinha da Sofia

Estes marmelos no forno com castanhas e moscatel são deliciosos e funcionam lindamente como sobremesa ou como acompanhamento para carnes também assadas no forno. 

Fazer, guardar e apenas usar no dia seguinte dará tempo ao molho e à fruta de apurarem sabores. Frio ou morno, é a gosto pessoal.

As quantidades abaixo são meramente indicativas e poderão ser adaptadas.

O que precisamos?

- 3 marmelos

- um punhado de castanhas congeladas

- 1 a 2 estrelas de anis

- 1 pau de canela

- 1 c. sobremesa 5 especiarias chinesas (usei o mix da Milastas)

- 1 cálice Moscatel (usei do Roxo de Setúbal)

- 2 cálices de água

- canela em pó qb

- maple syrup qb (pode ser agave ou mel)

Como fazer?

1. Descascar os marmelos, retirar as sementes assim como o núcleo rijo e cortar em meias-luas grossas. Dispor num pirex.

2. Por cima, espalhar as castanhas congeladas.

3. Colocar o pau de canela, as estrelas de anis e polvilhar com as especiarias. Regar com o moscatel e a água. Finalizar com maple syrup a gosto.

4. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até os marmelos estarem macios. A meio tempo mexer um pouco para que os sabores do molho envolvam toda a fruta.

5. Retirar e servir. Pode ser guardado num recipiente hermético no frigorífico, depois de arrefecido.

20231224_163017.jpg

20231224_162653.jpg

28
Dez23

Fatias Douradas no forno

da Cozinha da Sofia

Não sou grande apreciadora de fatias douradas, mas experimentei esta versão e adorei! De tal forma que irei repetir no Ano Novo!

Muito práticas de preparar, zero cheiros a fritos e acontecem por si no forno enquanto nos podemos dedicar a outras tarefas!

O segredo é o tempo que o pão fica em infusão no leite aromatizado para que possa absorver o máximo de sabor. Usei o pão de mistura que tinha, mas poderão optar pelo pão de forma. É importante que não seja pão do dia para que tenha uma textura mais firme e não desfaça com o leite.

O que é preciso?

- 1 pão de mistura de véspera cortado em fatias grossas

- casca de laranja ou limão

- 1 pau de canela

- 1 colher de sobremesa de 5 especiarias chinesas ou só canela em pó (usei Milastas)

- 3 ovos

- 1L de leite (usei magro) ou bebida vegetal de amendoa (devido ao sabor)

- maple syrup (pode ser mel ou agave)

 

Como fazer?

1. Dispor as fatias de pão num pirex e reservar.

2. Aromatizar o leite e verter por cima do pão. Deixar de molho, pelo menos 1h.

3. Colocar uma folha de papel vegetal num tabuleiro de forno.

4. Bater os ovos com um garfo e panar as fatias de pão.

5. Dispor o pão no tabuleiro e levar a forno pré-aquecido a 180ºC, na zona mais perto possível da resistencia superior. Deixar dourar. Virar a outra face do pão para dourar por igual.

6. Quando douradas de ambos os lados, dispor as fatias numa travessa de servir e regar com maple syrup. Servir!

20231224_180730.jpg

20231224_180636.jpg

20231224_180735.jpg

 

27
Dez23

Cestinhos de Salmão Fumado

da Cozinha da Sofia

Eis uma sugestão de entrada ou petisco que se prepara num abrir e fechar de olhos! Simples, rápida e muito prática como se quer. Perfeita para a noite de Ano Novo que se aproxima, fica bem em qualquer mesa.

O que precisamos?

- 1 embalagem de mini tartelettes

- salmão fumado em cubos (100g)

- meio pepino ou 1 pequeno

- molho de soja qb

- sementes de sésamo qb

Como fazer?

1. Lavar e tirar a casca ao pepino, alternadamente, deixando algumas tiras verdes de casca.

2. Cortar em cubinhos pequeninos.

3. Numa tigela, misturar o salmão e o pepino, ambos já em cubos.

4. Temperar com um pouco de molho de soja e deixar repousar por 5min.

5. Com ajuda de uma colher de sobremesa, distribuir a mistura de salmão pelas tartelettes. 

6. Dispor as tartelettes num prato de servir e polvilhar com sementes de sésamo.

Nota: Ao rechear não colocar o molho para não perder o crocante da massa.

Sugestão: se não tiver tartelettes, poderá usar massa quebrada (folhada ou wraps!) cortar em círculos e levar ao forno em forminhas pequeninas por uns minutos. Depois é só desenformar e rechear normalmente!

20231216_185211.jpg

20231216_185050.jpg

18
Dez23

Delícia de dióspiro

da Cozinha da Sofia

Esta é uma sugestão que tanto serve como pequeno-almoço, lanche, ceia ou até mesmo sobremesa. O dióspiro, a compota, as nozes e o iogurte criam uma conjugação de sabores que adoro. Por vezes junto uns cereais integrais para dar mais crocancia. Adoro!

O que é preciso?

- 1dióspiro (de qualquer variedade)

- 1 iogurte natural ou grego

- cereais integrais a gosto (usei de espelta)

- 1 pitada de canela

- 1 colherada de compota de abóbora (ou mel)

- nozes picadas qb

Como fazer?

1. Num copo ou taça, dispor por camadas: iogurte, cereais, iogurte.

2. Sobrepor o dióspiro em pedacinhos e polvilhar com uma pitada de canela.

3. Colocar uma colherada de compota de abóbora e, por cima, nozes a gosto picadas.

Sugestão: se não tiverem compota de abóbora substituir por mel.

20231215_222226.jpg

IMG_20231218_122608_500.jpg

20231215_222252.jpg

20231215_222307.jpg

02
Nov23

Creme de Couve Roxa e Cajú

da Cozinha da Sofia

Os dias sucedem-se e sem dar conta estamos quase no Natal.

Infelizmente não tenho tipo tempo suficiente para actualizar o blog da forma como gostaria, quem me segue no instagram tem tido ainda assim mais novidades. 

Este creme de couve roxa e caju é delicioso, simples e rápido de se fazer (como se quer!) e consegue sempre arrancar uns sorrisos de admiração quando o servimos :)

O que precisamos?

- 3 batatas médias (ou courgetes descascadas)

- 1 talo de alho francês (apenas a parte branca)

- 1 cebola média

- 1 dente de alho

- 1 couve roxa pequena

- 1 punhado de cajus (quando passados dão uma textura aveludada, substituindo as natas)

- água, sal e azeite qb

- sumo de limão qb (opcional) - dá uma acidez interessante ao creme. Além disso, o limão reage quimicamente e torna-se rosa, o que dá um colorido diferente ao prato.

Como fazer?

1. Cortar os legumes em pequenos cubos, adicionar água suficiente para que fiquem totalmente submersos e levar ao lume até cozer.

2. A meio tempo da cozedura adicionar os cajus, reservando alguns para servir como topping.

3. Quando os legumes estiverem cozidos, passar com a varinha mágica até obter um creme aveludado. Adicionar mais água fervente até conseguir a textura desejada.

4. Temperar com sal e azeite e deixar levantar novamente fervura.

5. Servir o creme polvilhado com cajus e salpicado com gotas de sumo de limão.

20231101_143431.jpg

20231101_143412.jpg

20231101_143443.jpg

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me no instagram

Entregas em Almada e Seixal, outras zonas sob consulta.

Preços, informações, sugestões, pedidos... contacte!

Mensagens

Posts destacados

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub