Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

da Cozinha da Sofia

Um blog de doces, memórias e colheradas de sabor. Para adoçar a boca e a vida!

da Cozinha da Sofia

Um blog de doces, memórias e colheradas de sabor. Para adoçar a boca e a vida!

25
Nov20

E porque não: Sopa de Marmelo?

da Cozinha da Sofia

Receitas fora da caixa: adoro!

Experimentar novos sabores, novas texturas. Reinventar e criar com ingredientes de sempre.

Confesso que a "esquisitice" é algo que me faz alguma (muita!) confusão. Não gostar é lícito. Todos temos o direito e gostos não se discutem! Dizer que não se gosta sem experimentar, só porque sim, é esquisitisse! Pode não se gostar de batata cozida, mas adorar frita. Ou detestar batata frita de uma certa forma que absorva mais óleo e venerar de outra que fique mais estaladiça e crocante. Portanto, será esquisitice pura partir do princípio que não se gosta de batata!

Só um exemplo simples para um tema que daria pano para mangas. O palato não é como sempre foi. Não é estático. Vamos evoluindo o gosto. Por isso não é raro ouvir que em criança se detestava um ingrediente que depois em adulto já se gosta imenso. É preciso educar o palato, insistir, resistir à mania, aprender a comer alimentos de forma consciente saboreando-os. Não apenas engolir comida seguida só por que tem de ser.

Outra questão, a falta de moral. Que moral têm certos papás quando dizem "come a sopa de ervilhas!" quando eles próprios já estão a torcer o nariz? Deve-se dar a provar um alimento, um cozinhado novo, com calma, paciência e, sobretudo, de forma isenta. Se nós próprios gostamos ou não, isso é connosco. Não temos de influenciar! "Prova isto!" enquanto viramos a cara com ar de nojo... isso não é exemplo! Irão dizer que não gostam por pura absorção das reacções de quem confiam. Também podem de facto não gostar de sopa de ervilhas... mas e se for apenas daquela sopa de ervilhas? Por que não testar a mesma ideia de forma diferente? ;) Pensem nisso, abram a mente!

20201120_213101.jpg

Do que precisamos?

- 4 marmelos

- 1 cebola

- 2 dentes de alho

- 1 csopa de manteiga

- água, sal & pimenta qb

- mix de sementes: sementes de sésamo branco e preto, girassol, abóbora e nozes picadas.

Como fazer?

1. Picar a cebola e o alho. Levar a refogar.

2. Juntar os marmelos entretanto já descascados e aos cubinhos.

3. Acrescentar água quente até cobrir totalmente. Deixar cozer.

4. Passar com a varinha mágica e acrescentar mais água até atingir uma textura cremosa e aveludada. Rectificar os temperos. Polvilhar com o mix de sementes e servir!

5. Degustar!

Receita do Chef Miguel Mesquita.

20
Nov20

89 Parabéns - carta aberta do meu coração directamente ao teu

da Cozinha da Sofia

Minha querida avó,

Hoje fazes 89 anos. Já são tantos!

Neste dia tão especial não podemos estar contigo. Graças a esta estúpida bicharada que anda por aí não te posso abraçar e apertar, como imaginei que poderia fazer. Mergulhar na tua bochecha macia e dar milhões de beijinhos até me empurrares. Porque "já chega"! Mas não chega nunca! Dei tantos e queria (quero!) dar muitos mais.

Acredito profundamente que sentes, sabes!, que estamos aqui, sempre contigo, longe mas perto. Já falei contigo hoje, já ouvi a tua voz, o teu riso inconfundível. Dentro do teu mundinho tão próprio, estás bem. E isso acalma-me a alma. Tranquiliza-me o espírito saber-te cuidada e tranquila. É só isso que importa.

És um exemplo de vida. Mulher de fibra, guerreira, forte. Tens um coração enorme, gigante mesmo. Aberto a todos. E um feitiozinho muito especial :) Reguila e refilona... levas tudo à frente! E também isso te distingue! Trabalhadora. Cuidadora nata. 

Alguém me disse que onde estás preenches o espaço. É tudo teu! E é tão verdade! A tua voz única, a tua gargalhada sonora, a tua energia tão própria e contagiante. Todos te conhecem e a todos marcas. Por onde passas ensinas. Ensinas que a vida é um caminho cheio de curvas, às vezes contramão, muitas vezes sinuoso, mas que temos de o percorrer com força e determinação. Desistir não é opção e tu és força. Resistência sempre. Até ao maldito cancro. Foi tão difícil... mas conseguiste, mais um obstáculo ultrapassado. Uma lição para ti e para nós. És uma força da natureza.

Cresci contigo e fui tão feliz. Sou-te tão grata. Até ao infinito e mais além. Ensinaste-me que por amor fazemos tudo, damos as voltas que forem precisas ao planeta, corremos todos os riscos, seja como e em que condições for. Para proteger. Agora trocámos de papéis e cuido eu de ti. É isso que faço por ti. Para TE proteger.

Princesa linda, eu sei que nunca vais ler estas linhas. Mas nós sentimo-nos. Entendemo-nos. O teu coração é um pedaço gigante do meu. Falamos no silêncio. Ouvimos no barulho da saudade que nos grita. Magoa. E tanto nos une. Sempre foi assim!

Hoje vais comer uma fatia daquele bolo de ananás e caramelo que tanto gostas. Não vais perceber por que motivo as pessoas estão sempre de máscara. Mas vais sorrir. Vais receber o carinho que tanto mereces neste teu dia de aniversário. A celebração de uma vida cheia.

Amo-te muito minha velhotinha boa :)

Minha querida avó,

muitos parabéns!

Da tua neta,

Sofia

20 de Novembro de 2020

10
Nov20

Compota de Abóbora com Noz

da Cozinha da Sofia

Há muitas compotas. E depois há aquelas compotas. As que transmitem conforto, outono, torrada quentinha. Esta é muito bem capaz de estar nesse pódio.

Compota de Abóbora com Noz é daquelas combinações intemporais. Há quem a adore com queijo, há quem desista de tudo e vá à colherada mesmo :) e depois há quem (como eu!) a prefira simples apenas em topping de uma bola de gelado de baunilha num crepe ou panqueca num qualquer brunch tardio. Sim é um pouco refrescante para a época mas... who cares? A vida é feita de gostos e vontades, não importam os estereótipos.

Todos os doces e compotas têm a  sua personalidade. Quando encontro "aquela receita" adopto-a e não mudo. Mas dificilmente o resultado final será sempre o mesmo, pelo motivo mais óbvio. Cada fruto, cada legume terá sempre características diferentes. A percentagem de água, o aroma, a pectina natural (sobre isto ainda hei-de dedicar um post).

A Compota de Abóbora, na minha opinião, é daquelas que tem mais carisma. É como uma caixinha de surpresas. Dependendo da variedade da abóbora que se use - e mantendo a mesma receita - pode resultar mais denso e escuro, outras vezes mais fluido de um laranja quase eléctrico ou ainda mais claro quase com textura de mel. Mas sinceramente... qual escolher? Se aos olhos o aspecto é diferente, ao paladar são sempre divinais! 

Vários tamanhos disponíveis a partir de 3.5€.

(Ok ok eu sei que o Halloween já passou, mas não consegui resistir!)

09
Nov20

Queijada de Mascarpone

da Cozinha da Sofia

Assim que descobri a receita desta queijada (ou tarte se preferirem!) no pecadomoraemcasa.pt guardei directo. Por vezes há uma embalagem de mascapone perdida no frigorifico. Era para o tiramissú que não chegou a ser :) Portanto, eis uma ideia muito simples e prática de despachar o dito queijinho. Em poucos minutos temos uma sobremesa simples, hiper rápida de se fazer e, o mais importante, deliciosa. Pessoalmente, penso que fica ainda melhor fresca, acompanhada de uma bola de gelado de sabor contrastante como o café ou chocolate preto ou até mesmo uns gomos de fruta de sabor mais intenso. Fica ao critério de cada um.

Sugestões dadas, eis a receita:

Do que precisamos?

- 250g de mascarpone

- 150g de açúcar

- 3 ovos

- 50g de manteiga derretida

- 100g de farinha com fermento

- 100ml de natas

- 1 c.sobremesa de essência de baunilha

Para polvilhar: açúcar em pó e canela qb

Como fazer?

1. Untar e forrar uma tarteira de 23cm (preferencialmente de fundo amovível) com papel vegetal.

2. Com a vara de arames bater bem os ovos, o mascarpone (atenção aos possíveis grumos), a manteiga derretida, as natas e o açúcar.

3. Juntar a farinha e a baunilha.

4. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 25 a 30 minutos.

5. Retirar do forno e desenformar apenas quando estiver morna. Vai abater um pouco e não queremos que perca a forma.

6. Polvilhar com o açúcar e a canela.

7. Degustar!

20201109_120500.jpg

04
Nov20

Doce de Pera Rocha - com Vinho do Porto Branco

da Cozinha da Sofia

Por aqui as experiências continuam. As ideias fervilham e quando a magia acontece: sai mais um docinho da panela! 

Desta vez é Doce de Pera Rocha com aquele toque especial do vinho do Porto. Sei que o mais usual é o tinto/ruby mas eu gosto de ir pela diferença. E, confesso, penso que o resultado final fica com uma cor muito mais bonita e apelativa. Afinal, os olhos também comem!

A simbiose perfeita de dois dos mais icónicos sabores portugueses, Pera Rocha e vinho do Porto, num doce outonal e perfeito para saborear numa tarde fria e chuvosa. Simplesmente divino!

Para já, poucas unidades disponíveis, mas visto que quem o provou... aprovou :) em breve sairão mais uns frasquinhos.

Neste momento disponível em tamanhos de 3€ e 3.5€.

A imagem abaixo não tem qualquer efeito de luz nem edição. Foi tirada apenas à luz do dia.

20201103_215807.jpg

02
Nov20

Se a vida te dá limões... conserva-os!

da Cozinha da Sofia

Cresci sem muita fartura, mas sempre houve comida na mesa e felizmente nunca se passou fome. Sempre vi quer a minha mãe quer a minha avó a reaproveitarem tudo, transformarem sobras em refeições muitas vezes mais criativas e deliciosas que as primeiras. Na altura não se falava em sustentabilidade. Poupar era (e é!) a ideia principal.

Com base nisso vou começar a partilhar por aqui alguns truques simples que ajudam na poupança da carteira, mas também da nossa casa - o planeta. Muitas ideias são simples e básicas. No geral quando as lemos o nosso pensamento passa muito pelo "como é que não me ocorreu isto antes?". Não importa! O que interessa é começar, desde já, a ser sustentável. Numa altura em que passamos mais tempo em casa, temos uma excelente oportunidade de marcar a diferença. Repensar estilos de vida, hábitos enraizados, rotinas instituidas. 

20201102_194458.jpg

Estamos numa época em que os citrinos começam a abundar. É importante conservá-los e minimizar ao máximo o desperdício alimentar.

Cá em casa usa-se muito limão. Adoro limão e quando era miúda tinha o hábito de os surripiar à minha mãe :) Comia gomo a gomo de-va-ga-ri-nhoooo perante o ar incrédulo de quem me via a fazer aquilo! Hoje já não faço isso (pelo menos regularmente!) mas nada como a frescura de um energizante aroma cítrico. Chás, infusões, bolos, pães, molhos, conservas (ainda hei-de testar isto!), bebidas, gelados. Um simples pote de açúcar (ou sal!) com umas cascas de limão transforma-se num açúcar personalizado e aromatizado com intensidade ao nosso gosto e a custo zero! A lista de ideias culinárias é imensa! 

Também para limpar, abrilhantar e desinfectar o limão é um excelente aliado. 

E que tal um centro de mesa com limões em rama? Fica lindo e é ambientador grátis! Ou dentro de um jarro de água com velas flutuantes?

Mas e quando mesmo assim sobram limões? É possível congelar. Pode ser inteiro e ir ralando à medida do que precisamos - dará um twist mais intenso. Em pedaços. Congelar o sumo pronto a usar em limonadas.

Precisamos de sumo de limão, mas não da casca? Retiramo-la e congelamos. Tenho sempre no congelador uma caixa com as cascas de limões. Podem ser usadas para chás, águas aromatizadas, smoothies, bolos... Aconselho a congelação das cascas em pedaços e não ralada. Torna-se mais prática a posterior utilização. Aquando do seu uso, trituradas ou não, preservam o seu aroma. O único cuidado a ter é lavar muito bem para eliminar quaisquer vestígios de ceras abrilhantadoras e retirar apenas a zest (parte amarela) descartando a branca que é mais amarga, fibrosa e sem interesse aromático.

Se cozinhámos algo de odor intenso, deixar fervilhar em lume brando um pouco de água com cascas de limão (ou laranja!) vai deixar no ar um agradável aroma.

À excepção das limpezas, estas sugestões são aplicáveis a outros citrinos como a laranja ou a lima.

Um passo de cada vez marca pela diferença. E não custa assim tanto pois não?

Estas duas últimas imagens são do Pinterest. Usem a imaginação, inspirem-se por lá!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me no instagram

Entregas em Almada e Seixal, outras zonas sob consulta.

Preços, informações, sugestões, pedidos... contacte!

Mensagens

Posts destacados

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub